Aos homem nada pertence

Nada que é de posse de uma pessoa à ela realmente pertence, nem o próprio corpo. Tudo é findável, o corpo é finito, as coisas são finitas.
Por isso tudo te pertence. No momento de uso aquilo é seu. Use as coisas devidamente, para seu fim, trate como suas enquanto usa-as e delas desapegue, compreenda a sua não-posse e perenidade e esqueça. Mas enquanto usá-las, trate-as bem, prestando os cuidados necessários aquele objeto. Mesmo ao que lhe foi emprestado, principalmente ao que lhe foi emprestado.

Não é só porque meu corpo vai morrer que irei negligenciá-lo. Cuide bem dele pois é um presente, lhe é útil, mas preste somente o serviço necessário, não se torne escravo dele, nem lhe dê mais atenção ou importância do que ele realmente precisa.

A casa é alugada e dividida. Somente por isso vou arruinar minha moradia e desprezar cuidados a ela? De maneira alguma, cuide do seu lar, do chão que tu pisa, preste homenagem ao teu templo, pois assim poderá viver melhor e fazer mais dos recursos que tens.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s