Música

A música te acha e diz o que você tá querendo dizer bem lá no fundo:

Eu quero é ir me embora, eu quero dar o fora
Eu quero tocar fogo nesse apertamento, você não acredita
Você tem que saber que eu quero correr mundo, correr perigo

Todo dia eu só penso em poder parar, meio-dia eu só penso em dizer não
Depois penso na vida pra levar e me calo com a boca de feijão

Amigos a gente encontra, o mundo não é só aqui
Repare naquela estrada, que distância nos levará?
As coisas que eu tenho aqui na certa terei por lá
Segredos de um caminhão, fronteiras por desvendar
Não diga que eu me perdi, não mande me procurar
Cidades que eu nunca vi são casas de braços a me agasalhar
Passar como passam os dias, se o calendário acabar
Não diga que eu fiquei sozinho, não mande alguém me acompanhar
Repare, a multidão precisa de alguém mais alto a lhe guiar
Quem me levará sou eu, quem regressará sou eu
Não diga que eu não levo a guia de quem souber me amar

Um velho calção de banho, o dia pra vadiar
Sentir preguiça no corpo e numa esteira de vime, beber uma água de coco
Argumentar com doçura com uma cachaça de rolha
E com o olhar esquecido, bem devagar ir sentindo a terra toda a rodar
Depois sentir o arrepio do vento que a noite traz

Eu não vivo guardado em segredos, nem no medo
Eu não sei viver de outro jeito a não ser desse jeito, destino cigano
Comigo não dá pra ficar amargando, esperando o tempo passar
Até sonhando e sem saber onde posso chegar

Caem como uma luva.

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s