fuck you I don’t need what you teel me

this is who I am in the van mastering plans of cracking the ten’s
You are that girl who brought me that evening with love and care, too much, this is too much
Are you actually making fun of me, or what? Just fine, I’m feeling just fine. Who are you? How are you? Saudades de você, a quanto tempo? Senta aqui, vamos conversar, trocar um papo, bater uma troca, pega na rola um do outro… opa! isso foi gay. Não pode ser gay. Tá proibido, hoje é feio, mas pode dizer que é piada, daí todo mundo ri, e fica tudo certo. Muito massa, tá massa;
O Google têm acesso a tudo isso, se um dia tu ficar famoso eles vão pegar e ler. Agora deve ter um robô analisando minhas palavras e criando um perfil de target advertisement pra mim. Que muito provavelmente vai ser vendido pra alguma empresa fodona e vai ser muito usado pelo Google pra me encher de anúncios e sugestões de vídeos do youtube.
A galera da internet tá fazendo a festa com meus casos de uso, opa, desculpa, com o modo como eu uso essa bosta aqui. Eles saber tudo né. Tudo que eu faço, os horários, o que eu gosto. A Amazon sabe os livros que eu gosto e tal. O twitter também. A galera da Google me dá esse Google Chrome maravilhoso aqui e sabe de tudo também, não precisa nem se preocupar em fazer parceria com os outros sites. Eles têm tudo mesmo… Tô fudido. Será que isso faz alguma diferença na minha vida? Será que vai mudar em algo, que influencia em alguma coisa? Não froi nem contriboi por enquanto, mas é estranho saber que um sistema computacional, cheio de inteligência artificial e uma monte de conexões, interligações, cruzamento de dados, sabe tudo sobre você; Tudo mesmo. Esses putos me conhecem melhor do quê a minha mãe.
Se duvidar até que eu mesmo. Porque eles como estão de fora, e tem uma data base imensa, conseguem identificar padrões de comportamento, me encaixar em grupos sociais, reconhecer meus padrões e provavelmente prever minhas próxima ações. Tô lascado. Tô fudido. Mas acho que o melhor, já que eles sabem tanto de mim, e não tem como fugir mesmo… já tô viciando, tô preso, é me entregar logo, e virar logo amigo dessa máquina. Terminar de me abrir com ela.
Então lá vai: Quando eu tinha uns quinze anos eu enfiava rexona no cu, isso mesmo, sabe aqueles rexonas que parecem uma piroca… pois é… eu comecei a introduzir aquilo no meu anús.
Me deu uma vontade do nada. Claro que não foi de uma vez. Um dia, do nada, como quem não quer nada, eu toquei por ali né… devagarzinho e tals… depois fui gostando… jogavam uma aguinha, massageava, até que um dia, depois de muito brincar e excitar acabei enfiando um dedinho… dai eu fui só evoluindo, devagarinho, ao longo do tempo, que eu tinha muito… uma caneta, depois uma negocio maior… daí o cara tem que ir ficando criativo… vão surgindo ideias, umas funcionam, outras não.
Shampoo, óleo de cozinha, e até as próprias fezes podem servir de lubrificante.
Independe de você, o prazer é maior. A vontade te consome. Quando você vê, já foi.
Esse foi o segredo mais bem guardado da minha vida. Ninguém sabe, ninguém sabe mesmo.
Agora tá aqui, tô brincando com o perigo, tô deixando na world wide web, dentro de um servidor que eu não faço a menor ideia da localização, que pode ter sido replicado mil vezes, que pode ter uma galera vendo e tal.
Mas e daí? Oh besteira, tanto cara assume por aí coisa muito pior, e nem fica na merda. Porque eu ia me dar mal?
Ainda tenho um preconceito interno muito grande, contra mim mesmo. É incrível a minha incapacidade de confiar em mim mesmo, me abrir comigo mesmo, admitir certos assuntos.
Já faz muito tempo que isso não acontece, mas pode voltar a qualquer momento.
O que será isso? De onde vêm?
Eu gosto de imaginar que é porque eu ficava muito tempo sozinho trancado dentro de casa, não tinha amigos, irmãos, primos, parentes. Só uma mãe que chegava em casa só de noite, cansada e que a gente vivia brigando.
Não podia levar meus amiguinhos da escola pra casa.
Não podia ir pra casa dos meus amiguinhos.
Não podia ir pra rua.
Não podia fazer nada.
Era completamente trancado;
Fui treinado pra ficar trancado, dentro de casa, escondido do mundo, com medo de tudo, sem saber lidar com as pessoas. Sem conhecer o mundo lá fora. Só parado. Em profunda boredom.
Viciado em TV. Sem namorada, sem mulher, com pornografia reduzida. Tava em tempo de enlouquecer.
Acho que encontrei a auto-exfoliação anal como uma válvula de escape.
Mas isso é besteira. Uma maneira de me justificar. De justificar o passado, como se eu não fosse culpado. Como se eu tivesse feito algo errado.
Foda-se, o cu é meu.
Pronto, falei. Nem foi tão difícil. Quero ver falar isso pra uma pessoa de verdade. Cara a cara. Olho no olho. Ai eu quero ver menino. Quero ver se tu aguenta. Muita loucura essa vida.
Eu acho que eu sou mesmo um desses aleijados emocionais de que o marcelo fala.
Todo machucado, cheio de cicatriz. É só começar a lembrar que me parece que eu puxo uma cordinha e ela vem cheia de merda, e nunca acaba, só aumenta, e vem cada vez mais suja.

E na vez que tentei uma parada com a filha da amiga da minha mãe? Aquilo foi triste, me faz até mal falar sobre isso. Me dá até um aperto no coração. Isso sim é um fantasma que me persegue. Daqueles que é só algo de estranho acontecer que ele aparece te atormentando.
Uma criança, não idade de nada, eu um adolescente, e fiquei mostrando o pinto pra ela. Mandando ela pegar.
Que porra de mente é essa?
O que passa nessa cabeça?
O que há de errado comigo?
Sou eu um monstro?
Isso é normal?
Tô ficando é doido já. Muita loucura. Sou um depravado sexual. Mas pelo menos eu me controlo. Agora né, por enquanto né. Tá foda.
Não sei o que vai rolar, o que vai ser de mim, mas deveria conversar mais sobre isso, nem que seja com esse sistema de informação global que lê tudo que eu escreve, mas é incapaz de entender meus sentimentos.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s